quarta-feira, 8 de abril de 2009

Perguntar não ofende...

Já que a malta anda toda tão opinativa e até já se fazem pacotes de incompatibilidades ad hominem, alguém poderia por favor, esclarecer-me sobre o seguinte:

O Sr. Domingos Névoa foi condenado*

1. Quando?

2. Como?

3. Onde?

4. Por quem?

5. Porquê?

*por "condenado" entenda-se, como é evidente, declarado culpado da prática de um ou mais crimes por uma decisão judicial transitada em julgado.

3 comentários:

Paulo Novais disse...

A questão de fundo será talvez outra.

A questão que eu coloco, é de que, passado o entusiasmo da crucificação de Domingos Névoa (pelo vistos, a crer na justiça, merecida) quando sairá o resultado do recurso e quando transitará a sentença em julgado?

a) - Ainda antes da Páscoa, durante as férias judiciais? :-D
b) - Antes do Natal?
c) - Antes do Ano Novo?
d)- A tempo de Domingos Névoa re-assumir a presidência da Braval?
e) - Em menos tempo em que decorreu o inquérito arquivado ao Mesquita Machado?
f) - A tempo dos meus bisnetos me berrarem ao meu melhor ouvido, pois a vista não me deixará ler o jornal?

Nota: As hipóteses A, B e C não se referem obrigatoriamente ao ano em curso.

E entretanto, Boa Páscoa a todos.

Jorge Sousa disse...

É verdade que ainda não transitou. Mas não é apenas uma questão de justiça. A responsabilidade política que, ultimamente, recai em Mesquita Machado está lá. Quer venha ou não a ser condenado, nesta fase do processo exigia-se bom senso, prudência e reserva nas nomeações políticas.

Anibal Duarte Corrécio disse...

Névoa e Mesquita foram condenados na Praça Pública...A pena virá a seguir.