terça-feira, 29 de junho de 2010

Detesto ter razão...

Na sequência de alguns posts aqui na rua, nomeadamente do Sérgio aqui,  do Rui aqui, meu aqui e novamente do Rui aqui, aqui e mais recente aqui, foi notória a diferença de opinião entre os três.

Engraçado o post do Rui que se intitula "Se os espanhóis fossem portugueses linchavam Del Bosque". Ele há coisas do arco da velha. Ironia do destino, não é que os portugueses estão hoje com essa vontade!

Mas como dizia. As opiniões foram divergentes. Nisto tudo, só detesto ser eu a dizer "EU BEM DISSE!"
Depois do jogo com a Coreia, a selecção passou de "besta" a "bestial", de onde para mim nunca saiu. Eram visíveis as fragilidades da equipa e notória a incapacidade do treinador em orientar esta equipa. Não quero com isto dizer que Queiroz não seja um bom treinador. Provavelmente será. Mas não para esta selecção. Não para estes jogadores.

Mas vamos ao que interessa. O jogo de hoje e uma simples e ligeira apreciação deste vosso treinador de bancada.
O jogador do jogo, da selecção portuguesa, foi Eduardo. Logo seguido de Coentrão, uma das  revelações deste mundial.

Cristiano Ronaldo foi menos um. Hoje e em todos os jogos. Ter-se-à safado medianamente no jogo contra o Brasil. Já nos jogos de apuramento, Portugal só se safou nos últimos 3 jogos, onde jogou muito melhor, precisamente os jogos que Ronaldo falhou por estar lesionado. Mas claro, ai de quem deixe no banco o todo poderoso CR7. Seria talvez a única coisa, a par das portagens nas SCUT, a poder causar um levantamento nacional.

Ao contrário dos últimos jogos Tiago e Meireles estiveram pior. Menos esclarecidos e confiantes. Simão esteve mal. Liedson entrou para uma posição que não é a sua e quando reposicionado era tarde.
Dani passou ao lado. Como Ricardo Costa, agravado pela criancice de ter sido expulso, não que fizesse grande diferença. A defesa esteve segura. Mesmo no golo, a culpa foi do treinador, ao não compensar na defesa a entrada de Llorente que se posicionou no centro da área e com isso prendeu os dois centrais. Também nesta jogada Simão esteve mal ao não compensar a defesa e quando se fez ao lance era tarde.

Agora o treinador Queiroz. Aquela substituição de Hugo Almeida por Dani. Estava cansado, disse o treinador. Ora que chatice. Pois apesar de cansado era uns dos que mais vinha subindo de rendimento e quem verdadeiramente fazia diferença ao ataque. E apesar de cansado era o que mais rendimento dava dentro de campo. Foi aqui, nesta alteração, que Portugal pode ter perdido o jogo. Em minha opinião foi. E na alteração de Torres por Llorente, que Queiroz não soube compensar na defesa de Portugal. Mas o treinador ainda nos brindou, como já referi, com a substituição de Simão por Liedson que se foi colocar na ala.
Este é foi um bom treinador para a selecção? As opções dele foram adequadas? Principalmente neste jogo, o do "mata, mata" e, ainda por cima a perder? Esta equipa no seu todo, e alguns jogadores em particular, foram esforçados? Comeram a relva?

E não me venham com a teoria de que se aquela bola entrasse, se não fosse para fora, se não fosse ao poste ou à trave, se...
Se a minha avó tivesse rodas, provavelmente eu seria uma camioneta.

Como disse. Detesto ter razão. 

2 comentários:

Paulo Pimentel Torres disse...

Partilho da tua opinião, nem é preciso perceber de bola para concordar

Rui Moreira disse...

Ao Paulo Novais

1. O picanço segue já lá em cima :)

2. Não dá para pôr um botãozinho "ler mais" naquele post gigante que ali fiz e reduzir o tamanho daquilo?

Ao Paulo Pimentel Torres:

De facto, embora muitos críticos percebam de futebol, é bem verdade que para deitar abaixo não é preciso perceber...

aos dois,

Abs,