quarta-feira, 18 de maio de 2011

Desemprego salta para novo máximo de 12,4 por cento

da série o "Inginheiro" mente mais do que o Pinóquio

Em 2005, o actual ex-primeiro ministro e futuro candidato derrotado, dizia que uma taxa de desemprego de 7,1% era "bem a marca de uma governação falhada". E agora? 12,4 é marca de quê? Espere, espere! Já sei. A culpa é da oposição.




7 comentários:

Marta Ferreira disse...

Ehehe. Ó Paulo, mas a alteração metodológica do INE às estimativas de desemprego só foi feita este mês... Nunca vais saber se, por este novo método, em 2005 era de 7,1% ou muito mais. :)

Joao disse...

lol marta
é como o défice não se sabe bem se está nos 9 tal ou 13 ou 14 ou mais XD

ehehehhehehhehe

Paulo Novais disse...

Não dês ideias, oh Marta, que se o Sócrates te ouve, arranja já forma de dizer que segundo a metodologia do INE (que muda todos os meses e aos sabor do partido do governo) em 2005 o desemprego era afinal de 12,4% e hoje é que é de 7,1%
hehehe

João, não sejas mau. A culpa do défice nos 9% é da oposição que rejeitou o PEC 4 e do INE que alterou a metodologia.
O buraco do BPN nada tem a ver com isso.

Raquel disse...

heheheh

De facto ...

Mas brilhante , brilhante foi esta conclusão

http://economia.publico.pt/noticia/subida-da-taxa-de-desemprego-estava-dentro-das-expectativas-diz-valter-lemos_1494736

Paulo Novais disse...

É tudo uma questão de fluxo. :)
O que vale é que o fluxo, depois do dia 5 é no sentido da saída.
:DD

Raquel disse...

Infelizmente temo o pior!

Paulo Novais disse...

Teme o pior?
Mas não se preocupe, que mesmo perdendo as eleições, Sócrates não se suicida. É muito egocêntrico para isso.
:))